Seu pet pode sofrer com o calor? A resposta é sim!

Os animais não apresentam glândulas sudoríparas para liberação do calor e a transpiração ocorre pela boca, através da língua, enquanto os gatos transpiram pelas almofadinhas das patas.

No entanto, existem outras formas para diminuir a temperatura corporal.

Atenção à hidratação se faz necessária, visto a importância da reposição do que foi perdido através do suor.

Coloque vários potinhos de água espalhados pela casa, pedrinhas de gelo na água e faça trocas constantes para que permaneça sempre fresquinha.

Evite exposição ao sol entre 10h e 16h, pois neste horário os raios solares são mais intensos. Atenção também à temperatura do chão. Se for muito quente para você, também estará para o seu pet.

Use protetor solar e evite roupas.

Animais de pelagem longa e escura atraem mais calor, sendo a tosa, uma boa dica para protegê-lo nesse período.

Banhos e uso de tapete refrescante são ótimas opções para amenizar o calor.

Evite lugares muito quentes e abafados, jamais deixe seu companheiro preso dentro do carro ou em ambientes fechados e pouco arejados.

Dê preferência para ambientes com piso frio e gramado.

Piscina é válido também, desde que o pet esteja sempre sob o cuidado do seu humano.

Se o seu pet for um braquicefálico, redobre os cuidados.

E, se necessário for, faça uso de ar condicionado e ventilador. 

Redobre os cuidados do seu aumigo no verão e proporcione mais qualidade de vida e bem estar pra ele!

Dra Fernanda Loss
Médica Veterinária e Diretora Técnica do TioChico

CRMV 10965

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *