A puberdade e o primeiro cio das gatas ocorrem entre 6 a 10 meses de idade. Vários fatores corroboram para que a puberdade inicie cedo, como peso, raça e fatores externos como estações de dias mais longos e a presença de machos não castrados. Quando em cio, as gatas são estimuladas pelo coito (só assim ocorre a ovulação), e se não acontece o acasalamento, retornam várias vezes ao cio em um curto intervalo de tempo, principalmente em dias com maior luminosidade e pelo simples fato de ter machos próximos.

Alguns sinais de cio como miados mais insistentes e mais chamativos, ficar se esfregando em tudo, objetos, pessoas, e também rolar no chão com mais frequência, tentar fugas para encontrar machos, urinar fora da caixa para atrair os machos e quando fazemos carinho, elas enrijecem o corpo.

O cio pode durar de 5 a 20 dias. Se houver acasalamento, instala-se a gestação que pode durar de 60 a 70 dias. Com 15 dias de prenhez podemos notar diferença de tamanho e de cor na glândula mamária as quais ficam mais rosadas, além do aumento de tamanho abdominal, quando se está com um mês de gestação.

Durante a gestação a gata terá aumento de apetite e esse deverá ser correspondido com a oferta de alimento de boa qualidade, ração de filhotes e oferta de água limpa e fresca à vontade. Podem ocorrer algumas mudanças de comportamento como o ato de ronronar e se sentir mais à vontade com carinho e afago dos tutores. Com 20 dias de gestação já pode ser confirmado por ecografia e aos 45 dias gestacionais confirmamos por exame de radioimagem o número de fetos.

Normalmente o parto das gatas é bem mais tranquilo que o das cadelas. Isso pensando no fato de intervenções humanas para auxiliar nessa hora. Momentos que antecedem o parto as gatas ficam mais inquietas, não se alimentam e podem chamar atenção miando. Nota-se insistente lambedura nas genitais, temperatura corporal mais elevada e pode ser notado contrações abdominais. Na hora do parto é expulso um tampão líquido e após, inicia-se a expulsão dos fetos, após o nascimento dos filhotes a placenta é expulsa também.

É importante respeitar o momento do parto das gatas e observar de longe. Geralmente elas escolhem um local mais escuro e tranquilo para ter seus filhotes e a princípio, fazem muito bem o que precisa ser feito, como se já soubessem o que e como fazer. Pode ser fornecido alguns panos para que a gata fique mais confortável, juntamente com seus filhotes. O parto dura em média de 6 a 12 horas, dependendo do número de filhotes.

Qualquer comportamento que julgue diferente entre em contato com um veterinário de sua confiança. Alguns notáveis que merecem a atenção dos tutores são sangramentos intensos, filhotes trancados no canal de saída e convulsões.

Após o nascimento a gata se encarrega de cuidar dos filhotes muito bem, mas devemos observar esse comportamento se realmente está acontecendo de forma harmoniosa e corretamente.

Com 30 dias já pode ser iniciado o processo de desmame e os filhotes começam a apreciar a ração seca, podendo essa, ser umedecida para facilitar a ingesta. Pode ser ofertado vermífugo aos filhotes e a mãezinha e a partir de 60 dias inicia-se o protocolo vacinal dos bichanos.

Para evitar futuras ninhadas é recomendada a castração dos felinos, tendo em vista vários cios e gestações em um único ano. É um procedimento bastante seguro e além de evitar crias indesejadas e a chance de um pet sofrer na rua você, evita problemas futuros de saúde como câncer e infecções uterinas.

Neirane Martins Flores Dias

Médica Veterinária, clínica e cirurgia de pequenos animais

CRMV/RS 18955

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.