A vacina traz uma série de benefícios, tanto para o animal, quanto para população em geral, já que com ela, consegue-se controlar muitas doenças. Um exemplo é o controle da raiva e da leishmaniose, que são zoonoses, através da vacinação.

A Vaccicheck faz parte da rotina clínica, sendo necessário vacinar os cães com dose de reforço anualmente após a primovacinação.

Benefícios

Além do que a vacinação ajuda no que chamamos de imunidade de rebanho, onde animais de rua ou sem condições de vacinação acabam ficando protegidos. É também pela vacinação, que impedimos que os cães adquiram doenças como cinomose eparvovirose, doenças que podem ser fatais para o cão e até mesmo deixar sérias sequelas.

Doses da Vacina

Uma dúvida frequente que tem aparecido na rotina dos atendimentos são os tutores questionando sobre o intervalo de vacinação anual, já que em alguns países já vem em bula a vacinação a cada 3 anos.

Recentemente foi publicado um guia sobre protocolo vacinal da WSAVA direcionado a América Latina. Este guia também comenta a vacinação a cada 3 anos. Mas temos algumas ponderações, como a vacinação contra raiva, a nível nacional, que exige sua obrigatoriedade como sendo anual.

E ainda nas bulas das vacinas aqui no Brasil indicam que seja vacinação anual, deixando muitos veterinários ainda inseguros em trabalhar com protocolos de vacinação com este intervalo de 3 anos, devido uma falta de respaldo, no caso de falha de proteção.

Muitos tutores estão bem tendenciosos em solicitar este protocolo e Médicos Veterinários que também já estão indicando este protocolo, e é aí que entra o Vaccicheck. Ele pode ajudar o Médico Veterinário e o tutor a chegarem na escolha do melhor intervalo entre as doses de reforços da vacina polivalente.

Lembre-se, aqui não estamos falando de primovacinação, que deve ser seguida adequadamente, com doses em intervalos de 21 a 28 dias.

Mas o que é o vaccicheck?

Ele é um teste que avalia se o cão possui anticorpos, ou seja, se ele está imune a três doenças: Cinomose Canina; Parvovirose e Hepatite infecciosa).

Se realizarmos esse teste para um filhote, pode-se avaliar se o seu organismo apresentou uma boa resposta vacinal à primovacinação, e também servir de ferramenta para estender a dose de reforço anual.

Mas fique atento, ele analisa somente 3 patógenos. Então agora, pode-se optar por intervalos maiores, onde o vaccicheck é uma ferramenta indispensável para verificar se o intervalo está sendo adequado.

Muitas vezes o que acaba inviabilizando é o alto custo do exame, e se não apresentar resultado com uma titulação adequada, a recomendação será a vacinação, após a realização do exame.

Por isso, converse com o Médico Veterinário de sua confiança para melhor escolha de qual protocolo seguir.

Médica Veterinária Camila Willemann

CRMV/SC 4255

Compartilhe @tiochico.vet

O que você achou deste artigo, comente abaixo:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.