Quem tem pet e gosta de viajar com eles, deve tomar alguns cuidados. As regras estabelecidas em leis foram criadas para promover a segurança dos pets e das pessoas durante as viagens de carro.

Uma pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2018, revelou que no Brasil, temos mais cachorros que crianças. Pensando na segurança, deve-se lembrar que os animais, se estiverem soltos, podem cair ou mesmo causar alguma distração ao motorista.

Regras

O artigo 252 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) informa que é proibido viajar com pessoas, animais ou volumes à esquerda do condutor, entre seus braços ou pernas. Se isso ocorrer, a infração é considerada média e o condutor sofrerá uma multa que gerará 4 pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Também é proibido levar animais na parte externa do carro, dentro de bagageiros ou no teto do veículo, o que gerará uma infração grave e o veículo deverá ser retido, gerando multa e 5 pontos na CNH.

Se for viajar de carro seu pet deve estar no banco de trás, numa caixa de transporte própria para o animal (o pet deve poder se levantar e se movimentar dentro da caixa), ou num cinto de segurança (para pets entre 5-50kg). Existem no mercado especializado diferentes modelos e tamanhos. A função do cinto de segurança é absorver o impacto em casos de colisão do veículo. Existem também opções de grades divisórias que devem afastar os passageiros do pet e são indicadas para cães muito agitados, que não se adaptam ao cinto de segurança ou com mais de 25kg.

Cuidados

Lembre-se sempre de estar com a vacinação, vermifugação e antiparasitários do seu pet em dia. Animais podem enjoar nas viagens e por isso o ideal é que eles não viagem de estômago cheio. Para evitar enjoos, dirigir de forma calma, defensiva e evitar fazer movimentos bruscos, são recomendados. Se a viagem for muito longa, programe paradas para que o cão possa fazer suas necessidades fisiológicas. O tutor deve portar um atestado sanitário, emitido por um médico veterinário, onde constam informações com relação a vacinação, vermifugação e antiparasitários, além de atestar a boa saúde do pet.

Se seu pet for um gato, ele deve sempre viajar numa caixa de transporte que seja firme, a prova de fugas e sem muitos furos laterais ou na traseira para evitar que o animal fique nervoso durante o trajeto. Gatos, em geral, não gostam de trocas de ambiente, então em alguns casos, é melhor contratar uma cat sitter de confiança e mantê-lo no próprio ambiente.

Algumas dicas importantes para uma boa viagem:

1. Verifique o bom funcionamento do veículo e do ar condicionado;

2. Utilize equipamentos de transporte (cintos, caixas e divisórias) de qualidade;

3. Faça paradas constantes evitando locais muito barulhentos ou com excesso de luz;

4. Lembre-se de alimentar e dar água para seu animal quando chegar ao destino, organizando o local onde o pet irá ficar (cama, locais de alimentação, caixas de areia, …);

5. Fique calmo na hora de dirigir, seja prudente no trânsito, para o seu bem estar e do seu parceiro.

Sheila Dalpiccol

Médica Veterinária

CRMV 11687

Compartilhe @tiochico.vet

O que você achou deste artigo, comente abaixo:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.