Gatos que fazem xixi fora da caixa requerem atenção, não significa que eles estejam fazendo por pirraça e mau comportamento, pode ser que eles estejam querendo mostrar que não estão bem de saúde. A infecção urinária, cistites ou animais com problemas de cálculo costumam fazer xixi fora da caixa para mostrar ao tutor que tem algo de errado com eles.

Alguns motivos de manejo levam os felinos a fazer xixi fora do lugar, como exemplo, troca de alimento, a falta de limpeza na caixa de areia. Os felinos são muito higiênicos e não toleram entrar em caixas de areia com odor expressivo de seus dejetos, também pode ser ocasionada por uma disputa de território, quando existe mais que um felino na casa, mudança de horário e rotina do tutor, e até vasilhas de alimento próximo a caixa de areia, também pode corroborar com esse tipo de comportamento.

Mudança no tipo de areia ou até mesmo na marca pode ser um motivo desses bichanos não fazerem o xixi na caixa de areia. Problemas emocionais também pode provocar esse comportamento, como exemplo, um novo bichinho na casa, um membro novo na família, a chegada de um bebe, ansiedade, colocar a caixa em local de grande fluxo de pessoas, movimento e barulho também são motivos que os felinos acabam não utilizando a caixa de areia adequadamente, eles querem privacidade e silêncio nesse momento.

Fique atento!

Importante estar sempre atento a esses comportamentos e fazer o descarte de problemas de manejo e ambiente, levar seu gato ao veterinário para consulta e verificar possível diagnóstico.

Algumas alternativas de manejo, para ambientes de múltiplos gatos devem ser colocadas uma caixa de areia para cada gato e mais uma reserva. A caixa deve ser grande o suficiente para o pet se movimentar, oferecendo 360°C; escolha um modelo que se adapte ao pet, em um espaço tranquilo e calmo, evite modificar o local da caixa, realize a limpeza regular, retirando a urina diariamente e removendo toda a areia a cada 10 ou 15 dias.

Caso necessário, considere utilizar produtos que estimulem o xixi no local certo e afastem os bichanos de lugares proibidos. Devemos lembrar sempre que gatos são seres individualistas e únicos, principalmente com temperamentos, hábitos e preferências individuais. Compreender essas questões é essencial para uma relação positiva com o seu gato e para manter a saúde dele em dia.

Neirane Martins Flores Dias

Médica Veterinária, clínica e cirurgia de pequenos animais

CRMV/RS 18955

Compartilhe @tiochico.vet

O que você achou deste artigo, comente abaixo:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.